imagiario-nonchalant-3
,

non • cha • lant: do processo às prateleiras

Muito contentes, com mais um ciclo concluído, temos coleção nova no ar.

Como falamos por aqui, parte muito importante da identidade da Jouer Couture, é o nosso processo criativo. Por isso, vamos compartilhar aqui com vocês um pouquinho de como foi essa etapa.

O seu nome, NONCHALANT, vem do francês e traduz o conceito de despretensão que as peças carregam.

Nossas inspirações começaram com imagens do fundo do mar, e de animais como pássaros que habitam costas e litorais. Assim, aos poucos fomos formatando e criando essa persona de quem contaríamos a história.

imagiario-nonchalant

Imaginamos os hábitos, gostos, personalidade desse personagem e fomos criando uma historinha nas páginas dos nossos cadernos de bordo que aos poucos foram sendo traduzidas para os looks da coleção.

 

imagiario-nonchalant-1

Durante o processo de desenho de coleção, descolamos, recortamos, mudamos de lugar muitas imagens de referência, e por isso tem muita coisa faltando para mostrar aqui. Inclusive, essas são apenas pequenas frações do universo que criamos para desenvolver as peças.

Para nós é importante e prazeroso nos utilizar dessas fotos e imagens, como se fossem partes de um quebra-cabeça, as quais separadas não fazem o menor sentido, porém quando encaixadas corretamente foram uma imagem clara, lógica e bela. E se pudermos dar um dica para quem trabalha com criação: sinta-se a vontade com seu quadro de referências, não tenha “apego” às imagens. Mude, corte, recorte, cole, descole. Ele é seu, faça do SEU jeito. Não tem regra.

Agora com as peça já no tridimensional, estamos muito felizes em compartilhar mais um passinho que demos (rumo ao nosso objetivo final), pois:

• as camisetas são de algodão 100% orgânico;
• a linha de swimwear conta com a maioria das peças feitas em tecido com certificação CO2 Control. Esta malha é composta por um fio de poliamida aprimorado em sua criação para permitir que roupas feitas a partir deste material se decomponham rapidamente após descarte em aterro sanitário. A decomposição que antes demorava décadas para ocorrer na poliamida, agora acontece em 50% no primeiro ano e, em 3 anos o artigo já está totalmente decomposto;
• peças feitas a partir de tecidos de reuso do Banco de Tecido, projeto que recoloca no mercado tecidos que estavam sem uso em prateleiras ou estoques.

E por último, na hora de fotografar tudo, contamos com o queridíssimo e super talentoso João Fabio Matheasi (que já falamos sobre o trabalho aqui). Um gostinho das fotos aqui:

camp8

A campanha completa você pode ver no nosso site ;)

Esperamos que gostem <3
Com amor,
Mari & Carol
#jouercrew

 

Share

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *