lab fashion
,

O Manifesto mára do Lab Fashion

O Lab Fashion é o primeiro coworking voltado pra moda sustentável de Essepê. Além do espaço colaborativo, também há locação de espaço para eventos, workshops e palestras. Eles tem máquinas de costura, estúdio para fotos e vídeos, manequins e todas as vibes necessárias pro dia a dia das moda. E pra fechar essa lindeza, uma unidade do Banco de Tecido.

No blog tem vários posts pertinentes, que valem real serem conferidos. E lendo, encontramos esse Manifesto que adoramos e achamos que tem tudo a ver com o que vivenciamos:

” Se a inspiração não vem do zero, por que o novo precisa vir?

Por que uma roupa nova precisa ser “zero”? Com tecidos ou botões “zero”. Por que algo novo para o consumo precisa ser novo para o mundo? Precisa ser “zero”?

Na busca pelo zero, zeramos o mundo.

Já é consenso que o modelo de desenvolvimento adotado em escala global desde os anos 50, que vincula felicidade ao consumo, faliu.

A promessa de um mundo melhor pela substituição de objetos deixou seu rastro de degradação. Seja social, com a exploração da mão de obra. Seja ambiental, com a exploração do mundo.

Um mundo que inverteu valores, onde até um sentimento humano tão profundo, como a felicidade, passou a ser medido pelo poder de compra.

Ao humanizar a mercadoria, projetando nela aspirações de felicidade, nos coisificamos. Somos o que temos: objeto.

Para as gerações atuais, praticamente não resta outra alternativa senão: repensar. E é inegável que os repensamentos mais expressivos tenham emergido, no mundo inteiro, da moda.

Alternativas absolutamente inventivas têm provocado às sensibilidades mais inteligentes. E a vanguarda deste movimento: A Rede. A produção coletiva colocou abaixo o mito do gênio individual.

Aos que se sentem incomodados com o atual estado de coisas, deixamos o convite, faça parte da Rede. Ajude na construção de um mapa – em escala local – das iniciativas para materializar uma nova relação com a moda e com o que vestimos.

Somos o novo, mas não viemos do zero. Viemos de vários, do coletivo, para A Rede.”

Amamos, e vocês?

<3

 

Share

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *