AZJ0165N_1.tif
,

body shaming

Bo.dy. Sha.ming. 

(noun.) 

Ato ou prática de humilhar, caçoar e/ou criticar alguém baseado em seu corpo.

E tem coisa mais presente em nosso dia-a-dia que isso? Somos bombardeadas a todo tempo com comentários maldosos sobre o nosso corpo mesmo não tendo nada de errado. Pois, para quem não sabe, uma porcentagem saudável de gordura corporal é de 16% à 29%, e não 9% igual às modelos da Victoria’s Secret, marca dona da campanha “Perfect Body”, mas não é a única culpada, o mundo da moda está imerso no conceito Heroin Chic, literalmente baseado na imagem anoréxica e esquelética de um usuário de heroína. Levando-nos à tamanhos de roupas limitados, com cortes pequenos e sem um padrão universal, logo em cada confecção uma peça número 38 pode ter tamos diferentes. Sem contar o quão pequeno é o maior número de muitas confecções, levando pessoas que vestem mais que 44/46 sejam obrigadas à procurar lojas especificas para ”tamanhos maiores”.

E cada vez mais cedo temos essa imagem sendo imposta, criando gerações de adolescentes e adultos bulímicos e anoréxicos, doentes por um “corpo perfeito”, que nunca está bom o suficiente. E por serem tão novos e desinformados, ao invés de buscar um nutricionista e um personal trainer, para perder peso, recorrem à métodos como forçar o vômito, não comer por dias, entre outros.

Mulheres humilhando mulheres por causa de seus corpos. Quem deveria se apoiar contra essa humilhação, nos trai e olha de canto de olho cochichando para a amiga “Tudo bem ser gorda, mas precisa usar essa roupa?”

Paparazzi sempre procurando tirar uma foto que realce aquela “gordurinha à mais” das celebridades pra vender nos tablóides, levando às celebridades buscarem se policiarem para sempre estarem magérrimas, tornando-se a meta, a Thinspo (thinn= magr@ inspo= inspiração). Termo muito usado nas redes sociais e em blogs promovendo a anorexia. À disposição de qualquer pré-adolescente mentalmente instável para que eles achem que isso é bonito, isso é o certo, e cada dia começa mais cedo, crianças que tem o que comer deixando de jantar para ficar “bonito”. E para essas crianças eu digo: vá no museu e estude o que é belo, veja que não tem nada de errado no seu corpo, e não dê ouvidos à comentários maldosos na internet. Seu corpo e suas regras!

image source: Dove Real Beauty Campaign.

Share

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *